domingo, 17 de outubro de 2010

Seu amor não é correspondido

Seu amor não é correspondido? Pare de tentar encontrar os motivos...
Poucas situações na vida são mais angustiantes do que viver um amor não correspondido. No entanto, pouquíssimas são as pessoas que nunca experimentaram algo semelhante. Ou seja, amar e não ser amado é, em última instância, uma dor comum, embora bastante pessoal.

E por que será que ainda assim, sendo tão recorrente e fazendo parte da história de bilhões de seres humanos, continua sendo tão difícil lidar com o fato de que o outro não está a fim de continuar ou sequer de começar um relacionamento com a gente?

O fato é que aprender a lidar com a frustração da não correspondência de qualquer sentimento, especialmente dos mais intensos e profundos, é uma das mais duras e importantes lições de todos nós!

A começar pela capacidade de compreender que a razão de o outro não gostar de você da mesma forma que você gosta dele não tem a ver com quem você é exatamente. Ou seja, você certamente é alguém com qualidades suficientes para ser amado, entretanto, isso não é garantia para que a química de um encontro dê certo.

Quando falamos de amor, desejo e vontade, temos de considerar que sempre existe mais de uma parte envolvida. É a máxima do dito popular que avisa que “quando um não quer, dois não brigam” ou não se amam, como é o nosso caso. Mas os motivos pelos quais uma pessoa não corresponde o seu amor estão longe de ser passíveis de explicação lógica.

Amamos e não amamos por motivos inefáveis, que não estão ao alcance das palavras ou da inteligência racional. Talvez isso explique por que, algumas vezes, amamos aquela pessoa não aprovadas pela maioria de nossos amigos e familiares. Ou por que, noutras vezes, não conseguimos amar aquela que todos dizem ser a ideal para nós, a perfeita.

Esta é a prova de que ficar se consumindo na tentativa de compreender, logicamente, por que o outro não está correspondendo nosso amor é inútil, ineficiente e só nos faz doer mais ainda. Esta é a prova, sobretudo, de que não ser amado por determinada pessoa não é um veredito, não é uma sentença, não é o fim.

Talvez, muito pelo contrário, seja apenas o começo. Seja a nossa grande chance de descobrir uma alternativa melhor. Sim, porque não prevemos o futuro. Não sabemos o que virá. E por isso mesmo deveríamos confiar um pouco mais no fluxo do Universo.

Certamente já aconteceu com você de considerar um acontecimento péssimo, desastroso e, depois de alguns dias ou meses, ter se dado conta de que algo muito lindo, maravilhoso e imperdível só aconteceu porque havia o espaço deixado pelo que havia considerado um “desastre”.

Enfim, não ser correspondido hoje é ruim, eu sei. Dói. E por isso mesmo, sugiro que você chore, esperneie, desabafe e faça o que for possível, dentro das opções saudáveis, de preferência, para esgotar sua frustração e se sentir melhor. Porém, não se destrua, não se acabe e não tome as circunstâncias como determinantes de sua infelicidade.

Permita-se viver um dia de cada vez, apostando que cada noite que chega significa que você está mais distante da tristeza e mais perto de uma nova alegria. Permita-se acreditar que o sol voltará a brilhar em seu coração mais cedo do que você imagina... E siga o fluxo da existência.

E assim, certo de que ser correspondido é tão possível quanto não ser, e que essa é uma verdade que vale para todas as pessoas deste planeta – até mesmo para aquelas consideradas as mais lindas e sensuais – levante-se, lave esse rosto, vista-se como se fosse celebrar e faça um brinde a si mesmo, ao amor e ao melhor que está por vir!

Dra. Rosana Braga
Consultora de relacionamento e comunicação, palestrante, jornalista e autoua do livro "Faça valer a pena", entre outros.

3 comentários

Zergui disse...

Olá Lena.
Como saber que nosso amor por alguém realmente não é correspondido?
Muitos expressam a reciprocidade com carinho, com palavras gentis, com presentes.
Outros oferecem apenas um olhar, mas que, para quem souber decifrá-lo, saberá que subsitui inúmeras palavras, gestos e ações.
Talvez sejamos ambiciosos em querer receber algo, no caso o amor, em troca do que oferecemos.
Se agirmos despretenciosamente, é minha opinião, sem esperar retorno, talvez recebamos de volta muito mais do que oferecemos.
Um abraço.

Dú Pirollo disse...

Minha querida amiga Lê, boa noite!!!
Que situação difícil e penosa, amar e não ser correspondido é um grande sofrimento sem solução, pois não podemos obrigar ninguém a nos amar... só podemos amenizar este sofrimento com a compreensão e muita luta interior. Nem tudo na vida tem uma explicação lógica e em se tratando de amor não existe nada de lógico, não mandamos em nosso coração e muito menos nos dos outros, então neste caso só nos resta tentar resolver este problema da melhor maneira possível, usando sempre do bom senso.
Parabéns pela excelente postagem, adorei minha amiga!!!
Abraços e muita paz!!!

Nandaschme disse...

Oi Lena!!!
Ótimo texto! Sábias e verdadeiras palavras.Relacionamentos humanos, de qualquer natureza, não são assim tão simples, não é? Mas estamos aqui para aprender e vivenciar estas experiências. Cabe a nós fazermos o melhor possível.
De fato o amor não correspondido é mesmo dolorido, mas, esta situação não é mil vezes melhor do que não ter a capacidade de amar? Quantos no mundo passam suas vidas sem ter a oportunidade de viver esta sensação maravilhosa de "estou amando!", nunca aprenderam, nunca sentirão este maravilhoso calor no coração.
Nada em nossa vida é definitivo. Se as coisas boas não são eternas, as ruins também não! Adorei a parte do texto que fala sobre "...depois de alguns dias ou meses, ter se dado conta de que algo muito lindo, maravilhoso e imperdível só aconteceu porque havia o espaço deixado pelo que havia considerado um “desastre”." É a mais pura verdade! E digo por experiência própria, rs.
Obrigada por compartilhar este texto. Muitos precisam de palavras assim!
Grande beijo e ótima semana!

Postar um comentário

Leia antes de comentar
- Não use palavras de baixo calão;
- Não use o miguxês, internetês;
- Quer mostrar seu blog? Use a opção Openid
- Receba a resposta por email, clique em Inscrever-se por e-mail".

Design by UsuárioCompulsivo Adaptado por Nandaschme ^
BlogBlogs.Com.Br